Novena para desatar nós na semana das mães
Celebração lotou o Santuário de Fátima em Erechim

Por Antonio Grzybowski
09/05/2018 20h25

Na semana em que muitas pessoas estão atentas para aproveitar as melhores ofertas de presente para demonstrar carinho, outras escolheram a espiritualidade para celebrar a vida, homenagear as mães e “desatar nós”. A união de fé, esperança e gratidão lotou o Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Erechim, em duas celebrações religiosas realizadas nesta quarta-feira (9), oportunidade em que crianças, jovens e adultos reuniram-se na abertura de mais uma novena dedicada à Nossa Senhora.

No início da celebração o padre Valter Girelli convidou os féis na refletirem sobre o significado da renovação da vida. Estimulou o olhar sobre o santuário revitalizado por obras de reforma concluídas em 2017 e ponderou: “Com dinheiro conseguimos transformar coisas materiais. O difícil é mudar o nosso jeito de ser e de viver quando as coisas não estão indo bem. Por isso precisamos de momentos de fé e oração para transformar aquilo que não está bem em nossa vida”, estimulando os féis para amarrassem nós nos cordões que estavam disponíveis para todos na portaria da igreja.

A cena já presenciada por muitos foi repetida na sequência da celebração. Em silêncio, homens e mulheres de todas as idades amarraram nove nós que simbolizam o medo, a angústia e as dificuldades daqueles que buscaram o santuário para orar. O ritual foi marcado por reações diversas de pessoas que lá estavam em grupo, de maneira individual ou acompanhadas por familiares. Algumas mãos trêmulas de personagens anônimos, marcadas pelo tempo e pelo trabalho, e outras mais jovens, mas também esperançosas, manuseavam o cordão como se nele depositavam a certeza na solução dos problemas.

Para muitos a novena iniciada na quarta-feira tinha um significado especial, pois a celebração na semana que antecede o Dia das Mães, era uma boa oportunidade para renovar os pedidos para a santa que tem inúmeros devotos é “muitos nomes”, como afirmou o padre Girelli.

“A imagem de Maria e o nome que demos a ela em diversas partes do mundo, nada mais é que aquilo que a nossa mãe representa, sendo ela Nossa Senhora de Fátima, Aparecida ou Desatadora de Nós. O importante é que ela é a nossa mãe e a ela dedicamos nossa fé e devoção”, destacou o padre.

 

Entre os devotos estava Anair Onofre (84), moradora do município de Gramado dos Loureiros. A idosa disse que veio a Erechim para passar o Dia das Mães ao lado de familiares e aproveitou a visita para participar da novena pela primeira vez. Ao receber a bênção do padre disse que estava muito feliz por aquele momento. A contabilista Ivanir Detofol também esteve presente e afirmou que procura participar da novena para viver melhor. “A gente renova a fé, passa a ser mais confiante, rezamos por nós e pelo outros e também pedimos graças”, disse.

A novena é realizada na quarta-feira, nos horários das 14 e 20. Em cada semana é desatado um dos nós confeccionados no primeiro encontro.

Celebrações no Dia das Mães

No domingo (13), Dia das Mães, as celebrações no Santuário de Fátima irão recordar o aniversário da primeira Aparição de Mária, em Fátima. As missas estão marcadas para 8h, 10h30 e 19h. Na celebração noturna haverá terço com início previsto para 18h30 em frente ao monumento externo.

menu
menu